Horácio Ramasine – Terapeuta Conferencista

As Psicopatias Resumidas!

neurose&psicose

Cotidianamente, nos mais variados ambientes, nós lidamos com pessoas com comportamentos estranhos que aparentemente não compreendemos e nem sabemos lidar. Para podermos entender melhor e começar a perceber esses problemas vamos explanar a luz da psiquiatria os diversos transtornos de personalidades baseado na CID 10 – Classificação Internacional de Doenças, na qual o capitulo V corresponde aos Transtornos Mentais e Comportamento.

Os Transtornos de personalidade compreendem quatro grandes grupos:

• Transtornos específicos de personalidade;
• Transtornos mistos de personalidade;
• Alterações permanentes de personalidade, não atribuíveis a lesão ou doença cerebral;
• Alterações permanentes de personalidade, atribuíveis a lesão ou doença cerebral.

I – Transtornos específicos de personalidades:

Um transtorno especifico de personalidade é uma perturbação grave da constituição caracterológica e das tendências comportamentais do indivíduo, usualmente envolvendo várias áreas da personalidade e quase sempre associado à considerável ruptura pessoal e social. Chamados usualmente de “psicopatas” – termo genérico muitas vezes utilizado de forma inadequada – esses indivíduos têm atitudes e condutas desarmônicas, um padrão anormal de comportamento, embora para diferentes culturas, existam conjuntos específicos de normas, deveres e obrigações sociais.

A morbidade (possibilidade de ficar doente) desses indivíduos é alta. Eles nascem com essas características e podem encontrar um meio que facilite o desenvolvimento do transtorno. Um importante e influente meio é a família, em muitos casos disfuncionais, com ausência de valores éticos e morais, pais ausentes, laços efetivos frouxos e crianças carentes de contato amoroso, famílias com grande número de membros e pouco cuidado, presença de drogas e às vezes presença de trocas, e às vezes, prostituição estimulada dentro de casa. Os transtornos específicos de personalidades compreendem alguns tipos, entre eles:
Paranóide > A personalidade paranóide se caracteriza por: sensibilidade excessiva a contratempos e rejeições; tendência a guardar rancores ou dificuldade de perdoar; desconfiança; senso exagerado de “direitos pessoais”; suspeitas em relação à fidelidade do parceiro sexual e auto-valorização excessiva.
Esquizóide > As pessoas com transtorno de personalidade tipo esquizóide, têm pouca atividade que lhes dão prazer, frieza emocional, afetividade distanciada, capacidade limitada para expressar sentimentos; indiferença aparente a elogios ou criticas; pouco interesse em ter experiências sexuais, tendência a ficar sozinha; falta de amigos íntimos e insensibilidade marcante em relação às normas e convenções sociais.

Temos que ficar atentos às pessoas que passam muito tempo assistindo à televisão, navegando pela internet ou se “divertindo” sozinhas com joguinhos eletrônicos. As relações interpessoais são fundamentais para nosso crescimento e amadurecimento.

Anti-social > Os portadores de transtornos de personalidade anti-social sofrem (o transtorno) e fazem os outros sofrer – eles têm essa necessidade. São insensíveis aos sentimentos alheios; atitude persistente de irresponsabilidade e desrespeito às normas e obrigações sociais; incapacidade de manter relacionamentos, baixíssima tolerância à frustração; facilmente agressivo e até violentos; Não sentem culpa e não aprende com a experiência, particularmente a punição. Podem chegar a matar por nada.

Emocionalmente Instável > No transtorno de personalidade emocionalmente instável há uma tendência marcante a agir impulsivamente sem medir as conseqüências.
A capacidade de planejar pode ser mínima e acessos de raiva intensa podem com freqüência levar a violência ou a “explosões comportamentais”.
Se o meio em que vivem facilitar a ser tornar dependentes químicos, podem desenvolver um comportamento ainda mais ameaçador e violento. Costumam dizer: “fiz porque tive vontade”.

Histriônica > A personalidade histriônica é caracterizada por: autodramatização, teatralidade, expressão exagerada de emoções, sofre influência com facilidade, afetividade superficial e instável; busca continua de excitação e apreciação por outros e atividades nas quais a pessoa seja o centro das atenções. Sedução inapropriada em aparência ou comportamento e preocupação excessiva em ser fisicamente atraente.

Anancástica > A personalidade anancástica, que pode ser confundida com a paranóide, é caracterizada por: sentimentos de dúvida e de cautela excessivas; preocupação com detalhes, regras, listas, ordem, organização ou esquemas; perfeccionismo que interfere com a conclusão de tarefas; consciencioso em excesso, rigidez e teimosia, insistência além da conta para que os outros se submetam exatamente à sua maneira de fazer as coisas ou relutância em permitir que os outros façam as coisas. Este é o famoso “chato”

Ansiosa > A personalidade ansiosa é caracterizada por: sentimentos persistentes e invasivos de tensão e apreensão: crença de não ter nenhuma aptidão e ser inferior aos outros; preocupação excessiva com o que os outros pensam; relutância em se envolver, a não ser com a certeza de ser apreciado; evitação (evita ao máximo) de atividades com outras pessoas por medo de criticas, desaprovação ou rejeição, ou seja, a pessoa tem dificuldades enormes de trabalhar em equipe, por exemplo.
Dependente > A personalidade dependente pode ser confundida com a “emocionalmente instável”. É caracterizada por: dificuldade enorme de tomar decisões no dia-a-dia e de assumir compromissos, e medo de abandono e da solidão. Freqüente em esposas de dependentes químicos que sofrem, apanham e insistem em manter o relacionamento. Ela vira “capacho” do outro, mas não rompe a relação.

II – Transtornos Mistos de personalidade

Os transtornos de personalidade mistos são os que apresentam aspectos de sintomas de alguns dos tipos já citados e são mais difíceis de diagnosticar.

III- Alterações permanentes de personalidade não atribuíveis a lesão ou doença cerebral
Alterações após estresse catastrófico > esse grupo inclui os transtornos de personalidade e de comportamento em adultos, os quais se desenvolvem após estresse catastrófico ou muito prolongado como seqüestros, torturas, desastres e experiência de guerra. São alterações irreversíveis na vida que não foram provocadas por lesão ou doença cerebral. É o que popularmente chamamos de “trauma profundo”.

Alteração permanente após doença psiquiátrica > Por exemplo: uma criança sofre uma doença mental e é criada amarrada e trancafiada pela família. A personalidade dela mudou totalmente em função da privação social e condições subumanas.

IV – Alterações de personalidade decorrentes de lesão, doença ou disfunção cerebral:
São também chamadas de transtornos orgânicos de personalidade. Exemplo: mulher pudica, religiosa e tímida começa a usar roupas extravagantes, beber e levar uma vida promíscua. Sua mudança radical de comportamento ocorreu em função de um tumor no lobo frontal.

São também comuns os casos de pessoas que tem comportamento totalmente alterado na vida adulta e que tiveram meningite quando crianças (transtorno pós-encefalítico). Os Transtornos de personalidade dificilmente são diagnosticados antes dos 16/17 anos de idade. Pode-se utilizar tratamento psicofarmacológico (com medicamentos), psicoterápicos (terapia) e socioterápicos, em separado ou em conjunto.

O importante é detectar a anomalia e tratar de acompanhar, tratar, acompanhar constantemente. Importante dizer que, desencarnam as pessoas, também, com estas patologias e, depois, ao aproximarem-se de nós estes desencarnados patológicos, podem nos transferir seus sintomas sem que o percebamos.

Sempre é bom lembrar algumas diferenças entre Neuroses e Psicoses: As Neuroses são distúrbios leves com poucas distorções da realidade tratada principalmente pelo psicoterapeuta. Já as Psicoses são doenças mentais graves que afetam a personalidade na zona central do eu. Segue como sintomas delírios e alucinações e devem ser tratadas com uma equipe multidisciplinar como: psicólogo, psiquiatria, terapeuta ocupacional, enfermeiro e mesmo com assistente social (alguns psicóticos são refratários às psicoterapias!).

Acerca dos Delírios: Falsa realidade percebida (acredita em conspiração contra ele se vê duas pessoas simplesmente conversando ou se julga deus).

Acerca das Alucinações: Escutam-se vozes ou têm-se visões. Acredita-se que fontes externas controlam seus pensamentos. O escutar vozes é o mais comum e também pode determinar severa obsessão espiritual!
Resumidamente ainda, as neuroses são alterações quantitativas dos fenômenos psíquicos, capazes de produzir sofrimento e prejuízo na maneira da pessoa viver. Isso significa que os neuróticos não apresentam nenhuma novidade ou nenhuma característica psíquica que não exista nas pessoas normais em quantidades mais adequadas. Ansiedade, angústia, sentimentos depressivos, idéias com tendência obsessivas, teatralidade, medo, são ocorrências psíquicas normais, mas nos neuróticos elas estariam exageradamente (quantitativamente) alteradas. Já as psicoses são alterações qualitativas dos fenômenos psíquicos, capazes de produzir sofrimento e prejuízo na maneira da pessoa existir. Nesse caso, as pessoas normais não costumam apresentar os fenômenos psíquicos dos psicóticos, mesmo em quantidades menores. Nenhuma pessoa normal sente um pouquinho de perseguição, paranóia, catatonia, confusão mental, delírios e alucinações primárias, todavia, se são médiuns em desequilíbrio, poderão sentir sim, a partir da sintonia negativa com desencarnados anormais.

Cumprimentos
Horácio Ramasine – Terapeuta Conferencista

Anúncios

Comentários a: "As Psicopatias Resumidas!" (7)

  1. claudete da cruz said:

    Excelente , deu uma luz para mitas dúvidas que eu tinha em relação ao assunto. Gostaria também de saber lidar com pessoas esquisóides.
    Obrigada.

  2. […] As Psicopatias Resumidas! Setembro, 20091 comentário 3 […]

  3. O texto é muito interessante e esclarecedor. Seria de grande ajuda se fossem feitos comentários que ajudassem a nos comportar diante de uma situação dessa. Tenho uma amiga que, aparentemente era normal, com exceção de um ou outro comportamento inadequado. Atualmente ela não consegue emprego e atribui esse fato à pessoas que estão perseguindo-a e conspirando contra ela.

  4. amanda boeira said:

    tenho um primo que provalvelmente tem uma psicopatia grave, pois os comportamentos que ele assume no dia a dia são horriveis. Porém minha familia nao esta sabendo lidar com isso, pois, acham simplesmente que ele irá melhorar sem ajuda.Já internaram ele em uma fazenda para drogados, mas o problema nao é drogas e já deixaram ele em uma clinica na qual eu penso nao ter dado a menor importância para o caso, pois o mandaram para casa em uma semana apenas tomando carbamazepina.O que mais me deixa triste é que ele era absolutamente normal até o dia em que a mãe dele teve um avc isquemico e está vegetando em uma cama. É horrivel conviver com ele no dia a dia pois nao sei como lidar com a situação e ainda por cima ver um jovem de 21 anos ter a vida acabando dessa maneira, e eu simplesmente não sei o que fazer.

  5. […] Depressão – O que é? Nova Óptica! Share Depressão Remedios Psicopatias, Resumidas Fazer ou não fazer terapia? Eis a questão […]

  6. Sou Pedagoga e agora estou fazendo Pós-graduação em Psicopedagogia, quero entender os o que é psicopatologia e como ajudar pessoas que sofrem esse tipo de problema. Sou professora a mais de vinte anos e só agora é que vim despertar essa curiosidade pela Psicopatologia.

  7. elza maria da conceição said:

    acho que o caso da minha filha está mais para paranoide e anancástica. não sei como isso começou, acho que foi logo após uma decepção amorosa, ela não lida bem com perdas
    não sei como lidar com a situação que está cada vez pior

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: